Onde comer em Edimburgo

Onde comer em Edimburgo

Embora a gastronomia escocesa tenha alguns pratos em comum com a inglesa, na Escócia existe uma grande variedade de receitas próprias e outras de influência estrangeira, principalmente francesa.

Os pratos escoceses costumam ser pesados e é difícil ficar com fome, principalmente depois dos intermináveis cafés da manhã oferecidos na maioria dos hotéis.

Pratos típicos

É sempre conveniente levar uma lista com os pratos típicos da cidade para consultar, caso não entendamos algum dos ingredientes usados. Abaixo você verá uma lista com alguns pratos típicos de Edimburgo: 

  • Haddock: Uma espécie de merluza.
  • Kipper: Arenque defumado.
  • Neeps and tatties: Purê de rabanete e batatas.
  • Cock-a-leekie: Sopa de alho-poró, batatas, caldo de frango e manteiga. 
  • Scotch broth: Sopa de cordeiro e legumes.
  • Partan bree: Sopa de frutos do mar.
  • Cullen Skink: Sopa de peixe defumado com batatas e cebola.
  • Stovies: Salada de batatas e cebola.
  • Grouse: Codorna.
  • Porridge: Mingau de flocos de aveia.
  • Oatcakes: Bolachas de aveia.
  • Shortbreads: Bolachas de manteiga.
  • Dundee cake: Bolo de frutos secos.
  • Cranachan: Doce de creme, farinha de aveia e framboesas.

Haggis

O haggis é um dos pratos típicos mais populares de Edimburgo e, como tal, o colocamos em uma seção diferente para explicar sua receita polêmica.

Trata-se de um prato muito condimentado com um sabor intenso, cujos ingredientes são fígado, coração e pulmões de cordeiro, embutido na pele formada pelo estômago do mesmo e cozido durante várias horas.

Embora os escoceses gostem de comer esse prato a qualquer dia e hora (inclusive para o café), é típico consumi-lo no dia 25 de janeiro, durante o conhecido Jantar de Burns, celebrado em homenagem ao poeta escocês Robert Burns.

Embora no início fosse um prato consumido pelas famílias pobres que aproveitavam as partes do animal que ninguém queria, hoje em dia é raro encontrar um restaurante que não sirva haggis.

Um grande leque de possibilidades

Edimburgo não é uma cidade muito barata para comer, mas, dependendo do orçamento de cada um, sempre é possível encontrar a opção adequada.

Como os principais museus e pontos turísticos fecham entre as 17:00 e as 18:00 horas, recomendamos economizar tempo na hora de comer comprando um lanche, ou qualquer uma das opções que oferecem os típicos “Fish and chips”.

Na hora de jantar, quando já escureceu e começa a refrescar, é quando vale mais a pena se sentar em um restaurante e descansar curtindo alguns pratos típicos escoceses. Dependendo do tipo de restaurante que você escolher, o preço pode variar muito, mas os pratos principais custam normalmente entre 10 e 15 libras.

Horário

Na maioria das cidades europeias, o horário das refeições costuma ser similar aos praticados no Brasil. Edimburgo é uma dessas cidades em que o almoço é servido, aproximadamente, entre as 12:00 e as 14:00 horas, e o horário do jantar começa por volta das 18:00 horas. A partir das 20:30, começa a ser difícil encontrar a cozinha aberta em grande parte dos restaurantes.

Acostumados ao turismo, alguns restaurantes e pubs das ruas mais importantes costumam fechar a cozinha mais tarde, assim você não terá problemas em jantar em um horário um pouco mais amplo.

Zonas

Embora em qualquer zona da cidade possamos encontrar restaurantes e lugares de comida rápida, algumas das zonas mais interessantes são a parte superior da Royal Mile e Princes Street, além da tranquila e encantadora Rose Sreet

Conselhos práticos

Na maioria dos pubs, se você esperar sentado até que venham pegar o seu pedido, provavelmente isso nunca acontecerá. O mais comum nesses lugares é pedir a comida e a bebida no balcão e pagar antes de ser servido.

As cervejas costumam ser servidas em copos grandes, por isso se você não quiser beber muito deve especificar que quer “half pint”.

Na Escócia está mal visto misturar o whisky, que costuma ser servido sozinho e sem gelo. Em algumas ocasiões, eles misturam com um pouco de água.